"Em cada Casa uma Canção, em cada Canção uma Saudade"

BONECA
(Ado Benedito Lacerda e Aldo Cabral Moraes)

Eu vi numa vitrine de cristal
Sobre um soberbo pedestal
Uma boneca encantadora
No bazar das ilusões, no reino das fascinações
Num cenário multicor todo de amor
Seus lábios entreabertos a sorrir
Na boca rubra a seduzir
Como se fossem de verdade
Eram dois rubis serenos
Dois símbolos carmenos
De felicidade.
Seu cabelo tinha a cor do sol
A irradiar rubros raios de amor
Seus olhos eram circunvagos
No romantismo azul dos lagos
Mãos ideais, os braços divinais
O corpo algo sem par
Os pés muito pequenos
Enfim eu vi nessa mulher
Uma perfeita Vênus.

 

 

 

Imprima e Cante com os Seresteiros de Conservatória